segunda-feira, 26 de julho de 2010

Conhecendo terra

Postado por Anderson Oliveira Leite às 12:49 0 comentários Links para esta postagem
Neste último domingo fomos passear na roça, não foi a primeira vez mas também não foi como na última, onde Ísis apenas brincou com laranjas. Desta vez
Ísis fez questão de explorar muito mais do terreno que a cercava. Durante muito tempo caminhamos, parávamos onde havia folhas secas, afinal, a Ísis gostou muito de pisar sobre elas e escutar o barulho emitido enquanto elas quebravam.

Ela também aproveitou para botar os ensinamentos passados pelo avô para chamar as galinhas que ali passavam.


O ponto mais alto do passeio foi o contato de Ísis com a terra, afinal, este foi o primeiro contato!

É claro que houve um estranhamento, primeiro foram as mãos que, ao tentar engatinhar tocaram o chão mas não reconheceram o que tipo de superfície era aquela, afinal, parte dela ficava agarrada nas mãozinhas de Ísis!


Ao ver a foto acima todos logo vão notar no modo de sentar sobre as próprias pernas, se espantar com a flexibilidade da minha filha, e quem é um pouco mais "chegado" vai fazer um link entre ela e a Mãe de Ísis, pois as duas sentam do mesmo jeito. Eu sou sempre excluído das semelhanças pois só quem pode dizer que eu sempre sentei da mesma maneira (e ainda sou capaz de sentar assim) é a minha família, que com exceção da minha mãe, os demais moram a mais de 250 km de distância.
Mas deixando o mimimi de lado e voltando para o assunto principal, abaixo tem os lindos pézinhos de Ísis em contato com a areia, pouco tempo após o primeiro ano de idade.


Agora minha vez de criar semelhanças entre pai e filha...

Minha mãe conta que, assim que logo após eu fazer um ano de idade, meus pais me levaram na praia, e eu estranhei a areia, e não conseguia andar descalço. O tempo foi passando, e por morar no grande Rio (hoje moro no interior do RJ) os passeios a praia não parava, mas eu não me acostumei a areia fina, então a solução era me deixar de sandálias para brincar na areia e até mesmo tomar banho de praia. E isto acontece até hoje, não que eu tenha que usar algum tipo de calçado para andar na areia, mas eu ando na ponta dos pés quando o solo me incomoda.

... e nesta semelhança não tem como a Cris ser incluída!!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Isis e eu brincando com controles

Postado por Anderson Oliveira Leite às 19:34 2 comentários Links para esta postagem
Já mencionei aqui como admiro a ficção de Ísis por controle remoto e objetos que não são brinquedos, mas hoje me surpreendi mais ainda com as gargalhadas gostosas.



Um segundo vídeo com a mesma brincadeira foi gravado e é possível ver aqui.
As vezes acho que ela sabe que esta fazendo algo de errado e por isso se diverte tanto.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

1 ano de vida!

Postado por Anderson Oliveira Leite às 11:56 1 comentários Links para esta postagem
Hoje estava refletindo sobre o tempo e analisando a frase dito por muitos "o tempo passa rápido". Realmente passa, mas assim como ele passa rápido, muitas coisas acontecem neste curto e rápido período de tempo.

Lembro facilmente como se fosse hoje a correria no dia do nascimento da Ísis. Mesmo tendo tudo preparado, todos telefones necessários em mãos, da ansiedade mesmo com a mãe de Ísis pedindo para que eu não ficasse nervoso. Eu me considero uma pessoa que não tem uma memória muito boa, mas consigo lembrar de detalhes como a madrugada nublada, da baixa visibilidade a caminho da Casa de Saúde. A espera fui curta, e Ísis nasceu no dia 5 de julho de 2009 exatamente às 05:05h, no momento exato que ouvi o primeiro chorinho dela, e ainda no primeiro dia de nascida a Ísis nos presenteou com um lindo sorriso.

No primeiro mês de vida foi o mês das visitas, da apresentação de Ísis ao mundo real e também apresentada ao Marvin. Foi também o mês da insônia, nossa filha teve muita dificuldade em dormir nos primeiros 6 ou 7 meses. Além de ter sido o primeiro mês de uma sequência de 11 mesversários comemorados.

Até o terceiro mês Ísis fez muitas conquistas, minha destreza como pai foi evoluindo, lógico que não se comparava com a mãe de Ísis, afinal, mulher nasce para cuidar de criança.

Chegando no quinto mês a bagunça começou, começamos com a primeira papinha de Ísis, e no mesmo mês começou a temporada de piscina no clube. No quinto mês também temos a foto de estúdio que eu mais gosto, que eu mais acho engraçadinha, que é a capa do álbum de fotos no flickr.

No sexto mês Ísis começou a ficar independente, já se sujava e tomava seu banho sozinha. No sétimo veio o carnaval e a Ísis ficou fantasiada. No oitavo mês ninguém segurava a Ísis, a casa se tornou pequena para ela e seu hábito de engatinhar por toda a casa.

Nos ultimos quatro meses antes do primeiro ano muita coisa aconteceu, muitas brincadeiras, claro que nem todas deram certo, mas isto acontece com toda criança. Em um anos 12 meses se passaram e Ísis ainda não aprendeu a dormir muito bem, mas temos esperanças que vamos dormir noites inteiras até 5º ano dela e depois voltaremos a não dormir novamente quando ela for adolescente.

Fica registrado um pequeno resumo deste ano de convívio com a Ísis. Digo que foi um ano feliz, de boas experiências (tirando o sono atrasado). Que venha muitos mais!
 

Ísis e eu Copyright © 2009 Paper Girl is Designed by Ipietoon Sponsored by Online Business Journal